terça-feira, 31 de março de 2015

Será que estamos sendo justos com Dilma?

Autor: Miguel do Rosário

A corrupção voltou ao centro da luta política. Não temos, portanto, como fugir a um debate franco e duro sobre o tema.

O governo é corrupto?

O PT, o partido do governo, é corrupto?

Antes, porém, de entrar nesse debate, gostaria de fazer alguns comentários sobre essa volúpia, à esquerda e à direita, em malhar o governo, o PT e a presidenta Dilma.

A volúpia nasce da constatação do que consideramos erros, mas também desse instinto igualitarista tão próprio da democracia: ao criticar, como que reduzimos a desigualdade de poder entre o governado e o governante.

Maranhão: Escolas que homenageavam ditadores têm nomes substituídos

 

No dia em que o golpe militar no Brasil completa 51 anos, o governo do Maranhão modifica a nomenclatura de todas as escolas que homenageavam personalidades que constam no Relatório Final da Comissão da Verdade como responsáveis por crimes de tortura durante o regime ditatorial. As escolas que tiveram nome modificado passaram por processo democrático de escolha dos novos nomes.




Profissionais da educação, estudantes, funcionários das escolas e a comunidade do entorno das unidades escolares escolheram os novos nomes. Fotos/Lauro VasconcelosProfissionais da educação, estudantes, funcionários das escolas e a comunidade do entorno das unidades escolares escolheram os novos nomes. Fotos/Lauro Vasconcelos
A Secretaria de Estado da Educação (Seduc) do Maranhão identificou 10 escolas em nove municípios maranhenses que possuíam nome dos ex-presidentes do Brasil que governaram sob o regime militar.

Através de um processo democrático de escolha, a comunidade escolar votou nos nomes que substituiriam as nomenclaturas originais. A modificação foi publicada no Diário Oficial desta terça-feira (31).

Lula: Dilma é produto nosso!

Eu fiz ajuste maior que esse!











Lula: Escancaramos o tapete que escondia a corrupção na sala

Nesta terça-feira (31),  em discurso no Dia Nacional de Mobilização da Democracia, o Presidente Lula defendeu o ajuste promovido no inicio do segundo mandato da Presidenta Dilma. O petista afirmou ser algo necessário no atual cenário econômico.

“[No meu primeiro governo] Eu fiz um ajuste mais forte do que esse. De vez em quando é preciso fazer.  Eles perguntam: Por que não aumentou a gasolina antes? Por que a Dilma diminuiu a conta de energia? Só que a Dilma não esperava a seca deste ano”, disse Lula em São Paulo.

“Aí, teve que ligar as termelétricas. E a energia da termelétrica é mais cara. É uma conjuntura desfavorável e não dependeu da Dilma. A inflação é uma desgraça para o pobre e a Dilma sabe disso. O sindicato não está feliz, mas com a Dilma vocês podem negociar. Se fosse um tucano, nem em Brasília vocês chegavam”, provocou o Presidente.

NOTAS VERMELHAS: FIQUE LIGADO!

 O faroeste onde só tem bandido e o tiroteio entre Caiado e Demóstenes

  

O redator do Notas Vermelhas confessa ser um fã dos filmes de faroeste do diretor Sérgio Leone. Uma das virtudes do genial diretor italiano foi romper com o esquematismo do bandido e mocinho muito bem definidos. Nos seus faroestes nem sempre esta demarcação é clara e o espectador fica com a impressão de que a trama só tem bandido. E realmente, em alguns faroestes não existem mocinhos. 

Dilma: Brasil tem reservas para enfrentar qualquer crise internacional

 

Nesta segunda-feira (30), a presidenta Dilma Rousseff afirmou, durante cerimônia de entrega de moradias, em Capanema (PA), que o Brasil é hoje um país com segurança financeira para atravessar crises econômicas. A presidenta reafirmou que programas sociais serão mantidos, assim como determinadas medidas de desoneração.



Agência Brasil
Presidenta Dilma entregou 1.032 unidades habitacionais do Conjunto José Rodrigues de Sousa, em Capanema, no ParáPresidenta Dilma entregou 1.032 unidades habitacionais do Conjunto José Rodrigues de Sousa, em Capanema, no Pará
"O Brasil é hoje um país que tem reservas em dólar suficientes para enfrentar qualquer crise internacional de volatilidade. Tem uma estrutura bancária que não está nem um pouco comprometida, como é o caso de países desenvolvidos. Nós tivemos que segurar a onda, um verdadeiro tsunami, da crise internacional, que desempregou 60 milhões na Europa, que tirou direitos, que acabou com garantia de emprego, que produziu uma catástrofe social", destacou a presidenta.

Documentário escancara a sonegação da Rede Globo

 

O site de notícias Diário do Centro do Mundo apresenta o documentário sobre o escândalo da sonegação da Globo na compra dos direitos de transmissão da Copa do Mundo de 2002. O trabalho é resultado de um crowdfunding. Através da plataforma Catarse, os leitores ajudaram a bancar a série de reportagens assinadas pelo repórter Joaquim de Carvalho.




 

CLIQUE ABAIXO
Assista o vídeo aqui.

REFLEXÃO POLÍTICA DO DIA

E agora, Sérgio Moro?


Por Paulo Moreira Leite, em seu blog:

A descoberta de que o conjunto das empreiteiras investigadas na Lava Jato responde por 40% das doações eleitorais aos principais partidos políticos do país - PT, PMDB, PSDB - entre 2007 e 2013 é uma dessas novidades imensas à espera de providências a altura.

segunda-feira, 30 de março de 2015

NOTAS VERMELHAS: FIQUE LIGADO!

E se Machado de Assis encontrasse o Bolsonaro?

  

Em 1864 Machado de Assis escrevia, no Diário do Rio de Janeiro, as “Crônicas da Semana”, onde comentava fatos relevantes em diversos campos de atividade, como a política e a literatura, sempre com um sarcasmo sutil e elegante, e não por isso menos afiado. Mas na crônica de 10 de julho de 1864 (as crônicas eram tituladas com as datas em que iam publicadas), Machado não encontra muito espaço para sua em geral suave ironia, quando passa a tratar de um assunto polêmico: a pena de morte. 

Discurso de ódio impulsiona debate em torno da redução da idade penal

 

Reforçando a onda conservadora em curso no país, o debate em torno da redução da idade penal volta com força à Câmara dos Deputados. Como era de se esperar, tem arrancado discursos inflamados da chamada "bancada da bala". A TV Vermelho retransmite vídeo produzido em junho de 2013 que debate o tema e mostra como uma lei assim é um retrocesso. 

 

Esse vídeo foi produzido com o apoio da TV Novolhar. A reportagem acompanhou o trabalho de atenção a crianças e adolescentes realizado há mais de 10 anos pela Ong Novolhar e de como eles observam essa medida.




PT convoca militância para série de mobilizações no país

 

A Direção Nacional do Partido dos Trabalhadores divulgou, na última sexta-feira (27), uma circular para mobilizar os militantes a saírem às ruas em defesa da democracia, dos direitos dos trabalhadores, da Petrobras e das reformas política, da mídia e tributária.



Mariana Serafini
Manifestação do dia 13.Manifestação do dia 13.

“Diante do atual momento político do país, o Partido dos Trabalhadores é chamado a aprofundar as mudanças iniciadas pelos governos Lula e Dilma e a defender o projeto democrático, popular e socialista que orienta nosso partido ao longo destes 35 anos de história”, diz o documento.

No texto, a sigla faz mobilização para os atos organizados por movimentos sociais e marcados para os dias 30 e 31 de março, 2 e 7 de abril e 1º de maio, Dia do Trabalhador.

Na circular, o partido voltou a condenar as manifestações de golpismo, intolerância e ódio. “Diante destes, sairemos às ruas em defesa da democracia e das nossas bandeiras. Democracia sempre mais, ditadura nunca mais”, afirma o partido.

Além disso, o PT relembrou importância do 5º Congresso Nacional do partido, a ser realizado entre os dias 11 e 14 de junho, em Salvador. Para a legenda, o momento deve ser encarado como uma oportunidade de defesa da sigla e do projeto político.

Leia a circular do PT Nacional, na íntegra:

REFLEXÃO POLÍTICA DO DIA

Política de alianças para enfrentar o golpe legislativo contra Dilma 

José Reinaldo Carvalho *

Os comunistas e o conjunto das forças da esquerda consequente orientam-se no Brasil há muito tempo pelo princípio da acumulação de forças, no que joga papel decisivo uma bem formulada política de alianças com sentido estratégico e tático.

Entrevista inédita de Jango expõe sua opinião sobre o golpe militar de 1964

O ex-presidente João Belchior Marques Goulart via sua queda no golpe de Estado de 1964 como resultado de uma campanha de "envenenamento" da opinião pública contra o seu governo. "Meu maior crime foi tentar combater a ignorância", dizia ele.

DALMO DALLARI: 15 DE MARÇO NÃO PASSOU DE UMA ONDINHA







Jurista Dalmo Dallaria afirma que, "confrontada com a votação que, recentemente, deu o segundo mandato à Presidente Dilma, votação superior a 54 milhões de votos, a « maré humana » da passeata de 15 de março não passou de uma « ondinha » muito leve, espetaculosa mas insignificante como expressão da vontade politica do povo brasileiro"; quanto à pregação de golpe militar, em entrevista a Eduardo Guimarães, do Blog da Cidadania, ele sugere ainda o "enquadramento dos autores dessa tolice antidemocrática, para processamento pela prática do crime. Nesse caso a identificação dos autores não deve ser dificil, pois muita gente filmou e fotografou a prática criminosa"

domingo, 29 de março de 2015

Jurista questiona: propina de sonegador não revolta?








Jurista gaúcho Jacques Távora Alfonsin afirma que os crimes descobertos pela Operação Zelotes, da Polícia Federal, são superiores aos da Lava Jato, mas não devem despertar a mesma atenção dos meios de comunicação; até porque um deles, o grupo RBS, está envolvido; Alfonsin lembra que a RBS, de Eduardo Sirotsky, é suspeita de pagar R$ 15 milhões para obter redução de débito fiscal de cerca de R$ 150 milhões; "A existência de razões, porém, para a sua pregação moral já se encontrar sob suspeita de hipócrita e cínica, não há como negar. Se andou usando e abusando da tão proclamada liberdade de iniciativa, fazendo o que fez, e da não menos defendida liberdade de expressão, para mentir, não vai dar mais para recolher as pedras que andou lançando sobre a moral alheia e a conduta política do governo", afirma

Mídia ignora fraude de R$ 19 bilhões no setor privado

PF realizou Operação Zelotes nas sedes dos bancos Safra, Bradesco, Santander, Safra, Pactual e Bank Boston, as montadoras Ford e Mitsubishi, além da gigante da alimentação BR Foods, no esquema, que por enquanto deu prejuízo de R$ 19 bi à Receita
 Porém a sonegação atrai pouca atenção e pouco repúdio da mídia empresarial oligárquica. Basta comparar o tempo e espaço no noticiário dedicado a cada caso, além da própria ênfase dada. A Operação Lava Jato vai fazer aniversário de um ano que não sai do noticiário, tendo ou não notícia nova relevante. Já as contas secretas de brasileiros no banco HSBC suíço tem um tratamento muito mais discreto. E a Operação Zelotes caminha para ter um tratamento mais discreto ainda, apesar do rombo estimado de R$ 19 bilhões...

Comunicado aos colaboradores da RBS

Por Marcelo da Silva Duarte, no blog RS Urgente:

Nada como um dia depois do outro.

Principalmente para um moralista de plantão.

Como é representar uma empresa suspeita de corrupção, que supostamente paga propina para se livrar de débitos tributários? Qual é a sensação de saber que parte do salário que vocês recebem no final do mês é pago, supostamente, graças à corrupção – essa mesma que, insistentemente, tem assolado nossa política? Como é saber que a expansão empresarial do Grupo RBS supostamente é patrocinada pela corrupção, pela sonegação de tributos que fazem falta para a educação, para a saúde, para as estradas? Como será, a partir de agora, produzir uma matéria, ou escrever um artigo, sobre o “caos na saúde”, se supostamente vocês contribuíram para ele?

José Dirceu e o ódio na internet

Por Lino Bocchini, na revista CartaCapital:

No final da tarde desta sexta-feira 27 José Dirceu deu entrada em um hospital de Brasília com a suspeita de estar com um princípio de AVC. Sem maiores detalhes sobre o estado de saúde do ex-ministro, sites publicaram a notícia e a publicaram em suas redes sociais.

Foi o suficiente para uma enxurrada de comentários de ódio brotarem nas redes sociais pedindo a morte de Dirceu, muitas delas com requintes de crueldade. Outros pediram também a morte da presidenta Dilma Rousseff e do ex-presidente Lula. Abaixo reproduzo alguns comentários que conseguiram, o apoio de mais de 500 pessoas (“likes”) em apenas duas horas de Facebook:

“Você vai conseguir vencer essa! Força AVC!!”

Debate democrático no #3BloggerPE

Por Felipe Bianchi, no site do Centro de Estudos Barão de Itararé:

Um caloroso debate sobre a luta pela democratização da comunicação inaugurou, nesta sexta-feira (27), em Olinda/PE, o #3BloggerPE – Encontro de Blogueiros e Ativistas Digitais do Pernambuco. Com direito à demonstração de solidariedade à Venezuela – recentemente ‘condecorada’ pelos Estados Unidos com o selo de ‘ameaça’ –, a atividade reuniu blogueiros, jornalistas, estudantes e ativistas digitais de todo o estado.

Por que as redes sociais estão transpirando ódio?

 
Debates sobre a necessidade de fechar o Congresso Nacional recebem likes e compartilhamentos. E discursos sobre a necessidade de calar vozes dissidentes, usando todos os meios possíveis, lembram aos anos mais sombrios de nossa história.
Muitas vezes, as reclamações vêm de jovens que não viveram a desgraça da ditadura e não sabem do que estão falando. Ou de adultos, que viveram esse periodo, e sabem muito bem...
Este debate está neste bloco da quarta edição do HAVANA CONNECTION.
Com mediação do blogueiro e cientista político, Leonardo Sakamoto, o Havana Connection conta com a participacão do professor e coordenador do MTST, Guilherme Boulos, do jornalista e deputado federal Jean Wyllys e da jornalista e escritora Laura Capriglione.


 

 

O QUE SERIA A TERCEIRIZAÇÃO NO BRASIL


REFLEXÃO POLÍTICA DO DIA

Há 13 anos, Vermelho é voz que não se cala a serviço da verdade

Foi no dia 25 de março de 2002 que o Portal Vermelho começou sua trajetória. 

Iniciativa então pioneira na esquerda brasileira, que mal dava os primeiros passos no uso da internet como ferramenta da luta de ideias, o Vermelho nasceu com o compromisso de ser porta-voz dos sonhos generosos de justiça social, igualdade e democracia. 

PCdoB propõe frente pelo Brasil, a democracia e o governo Dilma

Neste fim de semana (28,29), a direção plena do Comitê Central reuniu-se em São Paulo, para debater a conjuntura e chamar a 10º Conferencia Nacional do PCdoB, que irá tratar de questões organizacionais e das próximas perspectivas do Partido. Entre as resoluções, o fórum encaminhou a defesa do mandato da presidenta Dilma Rousseff e a construção de uma frente democrática e patriótica para unir o povo brasileiro. Leia abaixo a integra da resolução:

Reprodução
Comitê Central defende frente ampla em defesa do Brasil  Comitê Central defende frente ampla em defesa do Brasil
Frente ampla em defesa do Brasil, da democracia e do governo Dilma

Reportagem da Barragem Cachoeirinha - Ingazeira-PE


Paulo Nogueira: De quem é a culpa pelos 20% do Jornal Nacional?

 "A situação do Brasil é bem menos grave do que a da Abril e a da Globo"  

Se Mino Carta citou Jesus numa conversa sobre os protestos, me sinto autorizado a fazer isso também. Minha citação é: “Não julgue para não ser julgado.”

Por Paulo Nogueira, no Diário do Centro do Mundo*

Penso, especificamente, nas grandes empresas de jornalismo.

A Globo, por exemplo. Acaba de sair a notícia de que o Jornal Nacional bateu na histórica marca de 20 pontos de Ibope – uma migalha para quem já teve duas, três vezes isso.

Abaixo dos 20, o dilúvio.

Nos mesmos dias, soube-se que Babilônia, a nova novela, caiu vertiginosamente no espaço de uma semana.

sábado, 28 de março de 2015

Reportagem da Barragem Cachoeirinha – Ingazeira-PE


Dilma retoma iniciativa e, enfim, sai das cordas







Em artigo, Leopoldo Vieira revela como a presidente Dilma Rousseff conseguiu sair do córner, na última semana; com Renato Janine, reaproximou o governo de intelectuais; com Edinho Silva, incorporou uma visão política à comunicação; com Michel Temer e Eliseu Padilha no núcleo político, além de Henrique Alves no Turismo, criou as condições para reconciliar-se com o PMDB; o encontro com os governadores do Nordeste também indicou a existência de uma ampla frente em torno do diálogo e da legalidade; por fim, como explicitou Miguel Rossetto, a reforma política, que prevê o fim do financiamento empresarial de campanha, segue em pauta, como peça essencial no combate à corrupção; leia a íntegra

Kakay diz que Joaquim Barbosa deveria ter sofrido impeachment












Autor: Miguel do Rosário

(Na foto, Joaquim Barbosa recebendo prêmio da Globo, ao lado de um dos irmãos Marinho).

A entrevista com Kakay, um dos maiores advogados criminalistas do país, traz uma crítica dura à maneira como a mídia tenta manipular a opinião pública, tentando pressionar juízes, e transformando mentiras em verdades.

Ele critica também os juízes que participam desse jogo sujo da mídia, em especial Joaquim Barbosa, herói da Globo.

Ao analisar o julgamento do mensalão, Kakay diz que Barbosa, ao “admitir que colocou as penas altas para fugir da prescrição”, tornou-se um “caso de impeachment”.

Felizmente, talvez temendo um movimento desse tipo, pediu para sair antes.

Operação Zelotes se aproxima da Globo

Autor: Miguel do Rosário

O imenso poder da Globo ancora-se na brecha que o monopólio encontrou para se expandir país a fora, através de suas “afiliadas”, controladas pelas oligarquias que assumiram o poder nos estados após o fim do regime militar: o coronelismo midiático.

Invariavelmente são famílias enriquecidas na ditadura, aliadas ao poder político conservador local, seja diretamente, através de familiares, seja indiretamente, através de famílias parceiras.

A afiliada mais poderosa da Globo está no sul do país. É a RBS, controlada pela família Sirotsky.

Provas já estão com Janot. Aécio pode ser investigado












Autor: Miguel do Rosário

Cerimônia de entrega da Medalha da Inconfidência

Estranho esse nosso país.

Temos um setor da classe política que é blindado até o desespero pela mídia e pelo próprio ministério público.

Não queremos que o ministério público ou a justiça façam nenhuma injustiça contra tucanos.

Não queremos que haja prisões arbitrárias, mantidas por tempo indeterminado, na tentativa de obter delações premiadas, como faz o juiz Sergio Moro.

Não queremos “vingança”.

Não queremos que nenhum tucano seja condenado por “domínio do fato”, sem provas, como fizeram com Dirceu.

PF desbarata esquema que pode ter desviado R$ 19 bi

Autor: Miguel do Rosário

Parece que a Polícia Federal ouviu nossos protestos contra o que consideramos, com base em números sólidos, o principal escoadouro dos recursos públicos no país: a sonegação.

Em 2014, segundo o Sinprofaz (Sindicato dos Procuradores da Fazenda Nacional), a sonegação no Brasil alcançou mais de R$ 500 bilhões. Ou seja, 25 vezes mais do que o “ajuste” de R$ 20 bilhões que a presidenta Dilma quer fazer no país, e mais de 200 vezes maior que os desvios apurados pela operação Lava Jato, estimados em R$ 2,1 bilhões, segundo o Ministério Público. E olha que a Lava Jato apura desvios acumulados em vários anos. Os R$ 500 bilhões referem à apenas um ano!

sexta-feira, 27 de março de 2015

NOTAS VERMELHAS: FIQUE LIGADO!

O fascismo avança com o incentivo da mídia     

           

Imaginemos a seguinte história. Estamos em setembro de 1999, no pior momento do governo FHC, que foi repleto de maus momentos. Fernando Henrique, mesmo contando com a blindagem da mídia hegemônica, tinha um grau de aprovação menor do que o atual índice de Dilma. O desemprego estava em 9,6% (hoje a mídia “festejou” o aumento do desemprego: 5,9%) e o poder de compra do salário mínimo era irrisório.  

“A burguesia foi às ruas, o povão ainda não”, diz Lembo

Ex-governador diz que país precisa fazer 'análise' e que 'minoria branca' agora também vai à carceragem da PF

Afastado da vida pública desde que deixou a Secretaria de Negócios Jurídicos da Prefeitura de São Paulo, em 2012, o ex-governador Claudio Lembo continua um provocador.

Recebeu a reportagem do jornal  Valor  Econômico com um sorriso e a pergunta "Como vai você e aquele seu jornal burguês?". Aos 80 anos, o advogado dá expediente em seu escritório ao lado do Parque Trianon, leciona duas vezes por semana na Universidade Presbiteriana Mackenzie e mantém o hábito de distribuir ironias à esquerda e à direita.

Intolerância política cria aprendizes de terroristas






Em menos de 15 dias, duas bombas caseiras foram lançadas contra sedes do PT em São Paulo; uma em Jundiaí, no interior, e ontem na capital; "Não importa de quem foi a mão que atirou os coquetéis molotov contra as instalações petistas. E se não fosse contra o PT, mas contra outro partido, teria a mesma gravidade. Este germe da violência política, que andava hibernado desde o final da ditadura, foi agora reativado por todos os que nos últimos tempos se esforçaram para desqualificar a política", escreve Tereza Cruvinel, colunista do 247, em artigo sobre o tema; segundo ela, a divulgação, pela mídia, de protestos que, entre outros atos fascistas, enforcaram bonecos da presidente Dilma e do ex-presidente Lula, "ajudou muito a esquentar o ninho" onde se "choca o ovo da serpente da intolerância política"

Globo dará show contra Agripino Maia?













Por Altamiro Borges

No domingo retrasado (15), o ilibado e imaculado senador Agripino Maia, presidente nacional do DEM e coordenador-geral da derrotada campanha de Aécio Neves, participou todo serelepe da marcha “contra a corrupção e pelo impeachment de Dilma”. Fez pose para fotos com alguns aloprados e deu entrevistas à imprensa “imparcial”. Nesta quarta-feira (25), porém, a sua fantasia foi jogada no lixo. A ministra Carmem Lúcia, do Supremo Tribunal Federal (STF), decidiu finalmente atender ao pedido do Ministério Público e abriu inquérito para investigar o demo bravateiro, citado em delação premiada pelo empresário George Olímpio, que o acusou de receber mais de R$ 1 milhão em propina num milionário esquema de corrupção no Rio Grande do Norte.

Dinheiro sujo do Suiçalão pagou campanhas do PSDB?














Autor: Miguel do Rosário

Nada como um dia após o outro!

Como desconfiávamos, o Suiçalão é um covil de tucanos gordos.

Agora entendemos porque Fernando Rodrigues sentou-se em cima da lista por tanto tempo, e ainda tentou engambelar a sociedade com aquele papo de que só divulgaria nomes com “interesse público”.

Interesse público uma pinoia!

Diante da pressão das redes sociais, Rodrigues sentiu a batata assando e passou a bola pra Globo, até porque somente a Globo tem capacidade para criar uma narrativa astuta o suficiente para denunciar sonegadores, e ao mesmo tempo protegê-los da sanha justiceira do populacho.

É uma hipocrisia tão grande quanto Agripino Maia participando de marcha contra a corrupção.

Novo nome da Secom indica uma Dilma mais disposta à polêmica política?










Autor: Fernando Brito

Quando a gente erra – e todo mundo erra – deve reconhecer isso.

E este blog errou quando, outro dia, afirmou que a tendência da Secretaria de Comunicação da Presidência da República seria a de esvaziar-se e ficar limitada à administração  técnica de verbas publicitárias do Governo.

A escolha de Edinho Silva, um político habilidoso e da inteira confiança pessoal de Dilma para o cargo pode marcar uma inflexão positiva no atual “encolhimento” de Dilma Rousseff em matéria de contato com a sociedade, porque Silva, pela sua trajetória, sabe que a política é, essencialmente, essa ligação e que os veículos de comunicação e os jornalistas somos meios, não fim.

Seis mitos sobre a redução da maioridade

Por Douglas Belchior, no blog Negro Belchior:

Mais uma vez propostas para a redução da maioridade penal estão em tramitação no Congresso. Após ser desarquivada em fevereiro, a PEC 171 foi levada à Comissão de Constituição e Justiça e da Cidadania (CCJC) da Câmara dos Deputados, onde deve ser aprovada.

Se confirmada a aprovação na CCJC, a proposta deve seguir para uma comissão especial e na sequência ir à plenária, onde precisa ser aprovada em dois turnos, antes de ser avaliada pelo Senado.

DOAÇÕES A PT E PSDB SE EQUIVALEM. É PROPINA?








Levantamento junto ao Tribunal Superior Eleitoral das doações eleitorais feitas pelas empresas investigadas na Lava Jato nos anos de 2010, quando a presidente Dilma Rousseff venceu José Serra, e de 2014, quando ela superou Aécio Neves, revela que os valores doados por Odebrecht, Galvão, UTC, Camargo Correa, OAS, Andrade Gutierrez, Mendes Júnior, Iesa, Queiroz Galvão, Engevix, Setal, GDK, Techint, Promon, MPE e Skanska aos diretórios petistas e tucanos são praticamente equivalentes; mais: o PMDB também recebeu valores muitos próximos; a questão é: por que as doações a alguns partidos são consideradas propina pelo Ministério Público Federal e a outros são classificadas como algo normal?

O Dr. Moro fez diferença. Fez, na vida de 250 mil operários humildes e agora desempregados

Autor: Fernando Brito

O Dr. Sérgio Moro recebeu com muita justiça o Prêmio Faz Diferença, conferido pelas Organizações Globo, outro dia.

Fez.

Os números que mostram que a construção civil demitiu 250 mil trabalhadores depois da “Lava Jato”. A quatro pessoas por família, um milhão de seres humanos que, aparentemente, não fazem diferença.

Gente que, sem sombra de dúvida, não roubava e não enriquecia, como os premiados pela delação.

E que não molhava a mão de ninguém, como os empreiteiros.

Graça: "Privatizar a Petrobras e deixar os corruptos não faz sentido"

  

Em depoimento na CPI da Petrobras, nesta quinta-feira (26), a ex-presidente da estatal Graça Foster disse que o esquema de corrupção "se formou fora da Petrobras" e saiu em defesa da empresa, dizendo que é preciso combater e punir os corruptores. "Privatizar a Petrobras e deixar os corruptos lá dentro não faz sentido. Manter a Petrobras e também deixar os corruptos, não faz sentido", disse.    


Agência Câmara
Graça Foster, ex-presidente da Petrobras, prestou depoimento à CPI na Câmara
 

 Graça Foster, ex-presidente da Petrobras, prestou depoimento à CPI na Câmara    
"Eu não vivo dois mundos, dois princípios. Meu princípio é da ética. Eu interrompi minha carreira, nós (eu e meus companheiros de diretoria) saímos da Petrobras porque entendemos que a transparência nas investigações seria maior sem a nossa presença", reafirmou Graça sobre a sua saída da estatal.

Em resposta ao deputado Luiz Sérgio (PT-RJ), relator da CPI, sobre as ações de controle da empresa feitas pelo Tribunal de Contas da União, bem como as auditorias externas feitas pela Price Waterhouse, Graça disse que nada foi verificado. Luiz Sérgio lembrou que o ex-presidente da Petrobras Sérgio Gabrielli também disse à CPI que a corrupção era algo externo à empresa.

quinta-feira, 26 de março de 2015

Propaganda política do PCdoB destaca defesa do mandato de Dilma

Como ocorre há três décadas, o Partido Comunista do Brasil dirigiu-se nesta quinta-feira (26) ao povo brasileiro em rede nacional de rádio e televisão. A propaganda partidária é uma conquista democrática que está ameaçada de sofrer graves limitações, caso se concretizem os planos de “reforma política” restritiva que estão sendo urdidos na Câmara dos Deputados e no Senado Federal sob a orientação de Eduardo Cunha e Renan Calheiros.



  
As telas de TV de todo o Brasil não ficaram só azuis,como ocorre quando não há sinal ou quando o usuário do horário gratuito não é capaz de produzir um programa de TV. Mas se tingiram com o Vermelho da luta dos trabalhadores pelo socialismo e o verde e amerelo dos patriotas que batalham pela completa emancipação nacional. VEJA O VÍDEO ABAIXO

NOTAS VERMELHAS: FIQUE LIGADO!

Propina para o PSDB: quando é o assaltante que grita “pega ladrão”

  

“Os três senadores de oposição, Sérgio Guerra (PSDB-PE), Álvaro Dias (PSDB-PR) e ACM Júnior (DEM-BA) deixaram a CPI acusando a Petrobras de comandar uma operação abafa”. Assim o jornal Folha de S. Paulo noticiou, no dia 11 de novembro de 2009, a saída da oposição, PSDB e DEM, da CPI criada na época para investigar a estatal. Segundo relatório divulgado ontem pelo novo herói nacional, juiz Sérgio Moro, a saída custou R$ 10 milhões, pagos pela empreiteira Queiroz Galvão. 

NOTAS VERMELHAS: FIQUE LIGADO!

Surpreendente: Globo condena pressão da mídia por reforma ministerial 

  

Editorial de O Globo, publicado em primeira página, condena a pressão da imprensa sobre o governo para forçar uma reforma ministerial. Com a palavra o jornal da famiglia Marinho: “(quando) alguns jornais começaram a fazer a reforma ministerial por conta própria, não pudemos deixar de estranhar, admirando-nos de que ainda existisse quem achasse ser possível compelir o Chefe de Governo a substituir os seus principais auxiliares pelos boatos da imprensa”. 

REFLEXÃO DO DIA

Como a esquerda deve agir numa situação emergencial?

O Brasil está vivendo impasses políticos em meio a dificuldades econômicas e crônicos problemas sociais estruturais, o que faz pipocarem insatisfações de toda a ordem. Apesar de que a presidenta Dilma e as forças progressistas que a apoiam se empenharem na solução destes problemas, a usina de mentiras que é a mídia privada atribui ao governo e à esquerda a responsabilidade pelas dificuldades momentâneas que o país enfrenta.