segunda-feira, 25 de julho de 2016

PARA QUE DEVEM SERVIR AS ELEIÇÕES MUNICIPAIS DE 2016?


Resultado de imagem para novas eleições 2016


REFLEXÃO DA SEMANA N. 69

Por Dedé Rodrigues

 Bom  dia meus amigos e minhas amigas ouvintes do Programa Tabira em Tempo. Primeiro do que tudo fora Temer! Se aproxima o pleito eleitoral de 2016. Estamos no período das convenções partidárias que deliberarão sobre as coligações nos municípios e logo os candidatos e os partidos cairão em campo abordando o eleitor para conseguir o seu voto. Nessas eleições atípicas, sem financiamento empresarial de campanhas,  quatro bandeiras me parecem importantes destacar para serem abordadas com os eleitores nos municípios.  A defesa de mais ética na política com o efetivo combate a corrupção. Mais desenvolvimento econômico para o Brasil com a manutenção dos direitos conquistados nos últimos anos.  O restabelecimento da nossa democracia, ameaçada por um golpe de Estado. E um novo projeto de desenvolvimento  para o município.  

domingo, 24 de julho de 2016

MPF diz que Escola sem Partido é inconstitucional



Debora Duprat, Procuradora Federal dos Direitos do Cidadão
Debora Duprat, Procuradora Federal dos Direitos do Cidadão

O documento defende que, sob o pretexto de defender princípios como a "neutralidade política, ideológica e religiosa do Estado", assim como o "pluralismo de ideias no ambiente acadêmico", o Programa Escola sem Partido coloca o professor em constante vigilância, principalmente para evitar que afronte as convicções morais dos pais.

sábado, 23 de julho de 2016

ONG denuncia Escola sem Partido à ONU



 
 

“A preocupação de fundo (do Escola sem Partido) não é garantir direitos, mas vigiar e cercear a liberdade de ensino nas escolas”, argumentou o instituto.

sexta-feira, 22 de julho de 2016

Sergio Moro municia adversários da Petrobrás em Londres com dados sigilosos da Lava Jato













Carlos Eduardo                     
Moro valida vazamento ilegal em cooperação com Inglaterra
no Jornal GGN

O juiz da Vara Federal de Curitiba, Sergio Moro, autorizou o compartilhamento da delação premiada do ex-diretor da Petrobras, Nestor Cerveró, com investigadores de Londres em processo contra a própria estatal brasileira, Petrobras. O GGN revela que a medida judicial, ainda, foi viabilizada pelo vazamento de informações sigilosas por parte da força-tarefa da Lava Jato à imprensa, e posterior autenticação, por Moro, do levantamento ilegal dos dados.

A voz das ruas: Fora, Temer!
















Colunista do 247, Emir Sader é um dos principais sociólogos e cientistas políticos brasileiros
- Quero a verdade. Tragam-me números.
Essa ilusão quantitativa que por tanto tempo teve vigência na opinião pública não leva em conta o quanto os números escondem ou podem esconder a realidade. O desmascaramento das pesquisas do Datafalha escancara a manipulação feita pelas pesquisas e como trataram de influencias na opinião pública.

Nova linha da Caixa é só para o 1% mais rico










A partir da próxima segunda-feira (25), a Caixa Econômica Federal irá financiar imóveis de até R$ 3 milhões, o dobro do limite de financiamento em vigor até agora, de R$ 1,5 milhão; como a regra adotada pelos bancos exige que a prestação mensal não comprometa mais de 30% dos rendimentos, é possível calcular que apenas indivíduos com rendimento mensal acima de R$ 96,5 mil conseguirão tomar o crédito, o que corresponde ao 1% mais rico no Brasil; ex-ministra Miriam Belchior, que também presidiu a Caixa, disse que a instituição agora é dos ricos: "o recurso sendo usado para imóveis de valor muito mais alto, enquanto que a população que mais precisa fica sem alternativa", afirmou; segundo o escritor e colunista Marcelo Rubens Paiva, a ação de Temer é “questão de classe”

"Jornal do Golpe" de 20 de julho

quinta-feira, 21 de julho de 2016

Escola Sem Partido e a geração de zumbis


Por Leonardo Sakamoto, em seublog:

Educar por educar, passando apenas dados e técnicas, sem conscientizar o futuro trabalhador e o cidadão do papel que ele pode vir a desempenhar na sociedade, sem considerar a realidade à sua volta, sem ajudá-lo a construir um senso crítico e questionador sobre o poder, seja ele vindo de tradições, corporações, religiões ou governos, é o mesmo que mostrar a uma engrenagem o seu lugar na máquina. A um tijolo, em qual parte do muro deve permanecer.

Projeto Escola sem Partido repete dogmas do nazismo



 
 

Tanto que o Senado Federal abriu uma consulta pública sobre o Projeto de Lei do Senado 163/2016, de autoria do senador Magno Malta (PR-ES), da bancada evangélica, que pretende incluir a matéria na Lei de Diretrizes e Bases da Educação. Até o fechamento desta reportagem, o resultado estava em 122.988 votos a favor e 147.522 contra o PLS.

O GOLPE MILITAR FRUSTRADO NA TURQUIA E A FARSA DO IMPEACHMENT NO BRASIL


Por Luis Gonzaga Sobreira
Depois da tentativa frustrada de golpe na Turquia muitos políticos brasileiros afirmaram que tinham inveja do povo turco porque eles foram capazes de vencer os golpistas. Os golpistas usaram tanques, aviões e muitos tiros, mas na minha opinião são os golpistas de lá da Turquia  que  estão com inveja dos golpistas brasileiros,  pois aqui tentam um golpe de novo tipo, sem tanques, sem  armas e baionetas que até agora tem tido sucesso.  

quarta-feira, 20 de julho de 2016

Tribunal Internacional: golpe é misógeno, elitista e midiático



Tribunal Internacional contra o golpe
Tribunal Internacional contra o golpe

Iniciativa da Via Campesina Internacional, da Frente Brasil Popular e da Frente Brasil Juristas pela Democracia, o Tribunal Internacional analisa – do ponto de vista jurídico, político, sociológico, cultural e histórico – o processo de impeachment instaurado contra a presidenta eleita, Dilma Rousseff, que caminha atualmente para a decisão final no Senado. Até agora, o conjunto de provas traz razões irrefutáveis para o arquivamento do impeachment pelos senadores.

Possível volta de Dilma já preocupa os golpistas

Ribamar Fonseca
Jornalista e escritor

A possibilidade de derrubada do impeachment no Senado, ampliada após os pareceres de técnicos da Câmara Alta e do Ministério Público Federal – e sobretudo depois da tentativa de golpe militar na Turquia – acendeu o sinal de alerta dos jornalões que, no último domingo, temendo a volta da presidenta Dilma Roussef ao Palacio do Planalto, retomaram a defesa do golpe e a ofensiva contra ela e Lula. Além da suspeita de escandalosa manipulação de dados na pesquisa do DataFolha, segundo a qual o presidente interino Michel Temer já estaria conquistando a simpatia popular, a mídia tenta convencer os leitores desavisados sobre uma suposta mudança no humor da economia, onde investidores já se mostrariam otimistas quanto ao governo interino. A manchete do Estadão diz que "Humor no Brasil melhora e investidor volta a apostar no país", enquanto a Folha completa afirmando que "cresce otimismo com a economia", numa visível ação coordenada destinada a influenciar sobretudo os senadores que julgarão a Presidenta.

WhatsApp. Bloquear não é o problema maior, o grande problema é xeretar

Por Fernando Brito · 19/07/2016

Sei que vou na contramão de muita gente bem intencionada.

Não há fundamento legal em violar o sigilo de comunicações em tempo real, como se quer fazer com o WhatsApp.

O paradigma é o da correspondência, a velha carta, que não pode ser aberta por ninguém entre o emitente e o destinatário.

Claro que se for apreendido um telefone com mensagens de cunho criminoso, isto deve servir como prova, como serviriam cartas apreendidas e que contivessem conteúdo criminoso.

Mas o que a gente vem assistindo é a disseminação do grampo, que agora querem também cibernético.

Ciro: nos EUA, Moro pegaria pena de morte

Em 1964, STF também disse que o Golpe era legal
Ciro: nada justifica a violência que o Lula tem sofrido

O Conversa Afiada reproduz as principais declarações de Ciro Gomes em entrevista concedida à Revista Poder:

(...)

IMPEACHMENT: Não faltam razões para não gostar do governo Dilma, mas o impedimento se dá quando é cometido, pessoalmente e dolosamente, crime de responsabilidade. Governo ruim não é crime de responsabilidade. Não cometeu nem as pedaladas, porque isso se apura no exercício e ela encerrou 2015 com todas as contas pagas. É mero pretexto, como em 1964. Na ocasião, o Auro de Moura Andrade, um Renan Calheiros da época, presidente do Senado, declarou vaga a Presidência da República alegando que Jango tinha fugido do país. Sobre essa base mentirosa se ergueu um castelo de cartas: Ranieri Mazzilli, o Eduardo Cunha de então, era o último da linha sucessória, convocou eleição indireta – já tinha se passado dois anos da eleição – e Castelo Branco foi eleito no Congresso Nacional – com voto de JK, que acreditou na mentira de que seria apenas para terminar o mandato. Hoje ninguém duvida que foi golpe. Naquela época o STF também declarou a legalidade de tudo aquilo, exatamente como estão fazendo hoje.

AS CORREÇÕES DA ESCOLA SEM PARTIDO NA DISCIPLINA DE MATEMÁTICA

ALTAIR FREITAS PUBLICOU NO FACEBOOK DELE:

Escola sem partido...hahaha
- Bom dia, professor, aqui é Luíza, do Departamento de Desideologização de Material Didático da editora.
- Bom dia, Luíza. Em que posso ajudar?
- É sobre algumas modificações que precisamos que sejam feitas no seu livro.
- Mas eu sou professor de matemática, filha...
- Sim, mas tem uns problemas.

terça-feira, 19 de julho de 2016

Dilma: Escola sem Partido é escola sem alma, sem debate, sem posição


foto: ROBERTO STUCKERT FILHO/PR/JC
Dilma em São Bernardo-SP
Dilma em São Bernardo-SP

Dilma criticou o avanço das propostas do movimento Escola Sem Partido, que anulam a liberdade pedagógica no ensino ao proibir o debate político nas escolas.


“Escola sem Partido é escola sem alma, sem debate, sem posição. Nós vivemos em um momento que não cabe mais achar que uma perspectiva de gênero é algo que deve ser punido ou rechaçado. Não é possível um governo de homens brancos apenas. Tem que ter jovens, mulheres e negros. Tem que ter representação, pois saímos outro dia da escravidão”, ressaltou.

Mais Médicos continua no Brasil, Cuba estende prazo da primeira turma



Alan Sampaio / Ig
O prazo de permanência dos médicos cubanos da primeira turma encerra em agosto e setembro, mas eles vão permanecer no Brasil até novembro
O prazo de permanência dos médicos cubanos da primeira turma encerra em agosto e setembro, mas eles vão permanecer no Brasil até novembro

Uma notícia que circulou em alguns portais de notícia nesta segunda-feira (18) anunciava uma suposta convocação de Cuba para retirar os médicos cubanos integrantes do programa Mais Médicos do Brasil. Na verdade, a nota oficial emitida pelo Ministério da Saúde Pública de Cuba explicava aos profissionais de saúde cubanos como será o procedimento de volta à ilha quando encerrar o contrato deles, depois de três anos cumprindo a missão no território brasileiro e avisa que deverão permanecer alguns meses a mais, para não sair durante megaeventos, como as Olimpíadas e as eleições municipais porque o governo cubano entende que não se deve retirar profissionais de saúde nesta situação dos países que recebem a missão. 

Vanessa Grazziotin: A democracia está sendo atingida de morte



Foto: Reprodução
Vanessa Grazziotin: A democracia está sendo atingida de morte
Vanessa Grazziotin: A democracia está sendo atingida de morte
Segundo Vanessa Grazziotin, a oposição derrotada nas urnas nos últimos anos nunca suportou a vitória das esquerdas, “tentaram arrancar Lula a força e não conseguiram”, aproveitaram a crise econômica mundial que atingiu todos os países, inclusive o Brasil, o que fez criar um “caldo de cultura que favoreceu os golpistas”. Para Vanessa, a oposição aproveitou o momento de crise econômica internacional para implantar o processo de impeachment da presidenta Dilma Rousseff. 

segunda-feira, 18 de julho de 2016

O ATAQUE TERRORISTA NA FRANÇA É UM DOS FRUTOS DO IMPERIALISMO QUE AGORA CONTA COM O SERVIÇAL TEMER NO BRASIL

REFLEXÃO DA SEMANA Nº 68

Por Dedé Rodrigues
França 2016
Resultado de imagem para ataque em hiroshima e nagasakiResultado de imagem para ataque na frança 2016
Bom dia meus amigos e minhas amigas ouvintes do Programa Tabira em Tempo. Nesta semana que passou os jornais do mundo inteiro noticiaram o ataque terrorista na França que matou 80 pessoas. Qual é a relação desses ataques com a política imperialista, especialmente da França? Que relação tem  a política do Golpista Michel  Temer no Brasil com o imperialismo, especialmente o americano? Se o fenômeno do terrorismo é fomentado pelo imperialismo, sob o comando do capitalismo neoliberal,  o Governo  Temer, também entreguista e neoliberal,  passaria a ter alguma relação com tudo isso?

Marcelo Rubens Paiva: Como assim, escola sem ideologia?



Charge: Andre Boitempo
A escola sem um professor de história de esquerda é como uma escola sem pátio, sem recreio, sem livros, sem lanchonete, sem ideias.A escola sem um professor de história de esquerda é como uma escola sem pátio, sem recreio, sem livros, sem lanchonete, sem ideias.
O professor de história tem que ser de esquerda. E barbudo. Tem que contestar os regimes, o sistema, sugerir o novo, o diferente. Tem que expor injustiças sociais, procurar a indignação dos seus alunos, extrair a bondade humana, o altruísmo.

sábado, 16 de julho de 2016

‘Turquia não é um país da América Latina (...) que tenta derrubar o governo e voltar a seus quartéis’, diz ex-presidente turco


O ex-presidente turco, Abdullah Gul, gerou polêmica ao declarar à “CNN” que “a Turquia não é um país da América Latina” para ter um golpe de Estado. No depoimento, Gul se refere a países do continente americano e da África, que "têm governos depostos da noite para o dia".

Frente Nacional contra projeto Escola sem Partido é lançada no Rio



 
 

O evento ocorreu no auditório do Instituto de Filosofia e Ciências Sociais (IFCS) da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), no centro da capital fluminense, e reuniu ativistas pelo direito à educação de todo o país – estudantes, educadores, sindicatos e centrais, associações de classe, partidos políticos e entidades da sociedade civil.

PCdoB: Derrota de Cunha agrava contradições na base golpista



Aliança Cunha e Temer doi derrotada na Câmara dos Deputados
Aliança Cunha e Temer doi derrotada na Câmara dos Deputados

Em nota divulga após a reunião, a direção nacional do PCdoB afirma que, na disputa da Câmara dos Deputados,  "se pautou pela coerência ao fixar como objetivo central aglutinar amplas forças políticas para impedir o continuísmo de Eduardo Cunha, aliado fiel de Michel Temer". Para os comunistas "a derrota de Rogério Rosso (PSD-DF), preposto de Cunha, abala e debilita o “centrão”, e açula contradições na base parlamentar do golpe".

sexta-feira, 15 de julho de 2016

O ensino deve dialogar com a realidade do aluno, diz professora que uniu Marx ao funk



Gabriela Viola mora no Tatuquara, região Sul de Curitiba, e cursou sociologia com bolsa do Prouni.


"Respeitar a pluralidade de ideias é respeitar o sistema democrático, em que todos nós podemos pensar e agir de maneiras diferentes", opina a professora.  / Paulo Henrique de Jesus/Mídia Ninja

Professora de sociologia da Rede Pública de ensino do Paraná, a jovem Gabriela Viola ficou temporariamente afastada do colégio em que trabalhava após a repercussão nacional de uma paródia feita por seus alunos. No vídeo, estudantes do primeiro ano do ensino médio do Colégio Estadual Profª Maria Gai Grendel, do bairro Caximba, região sul de Curitiba, transformaram o funk “baile de favela” em uma música sobre as ideias de Karl Marx. O estilo musical e o conteúdo da paródia acederam o debate acerca dos riscos do movimento “Escola Sem Partido”.

REFLEXÃO POLÍTICA DO DIA

A derrota de Cunha e a implosão do Centrão


O dia de ontem ficará marcado pelo ocaso de uma das articulações políticas mais nefastas da história do país, o chamado “Centrão”. Costurado através das artimanhas de Eduardo Cunha, o grupo mergulhou a Câmara dos Deputados em um período de sombras, não só pelas pautas regressistas e obscurantistas que sustentou, mas também pelas práticas antidemocráticas que inviabilizaram o parlamento como um espaço de disputa política. 

Frente Povo sem Medo convoca manifestação nacional contra o golpe



 
 

 A frente convocou uma coletiva de imprensa nesta quinta-feira (13), na Capital Paulista, no intuito de divulgar os próximos passos de enfrentamento ao governo Temer e a agenda de mobilizações de enfrentamento ao projeto golpista estabelecido no país.

Pedalada de Dilma não é crime, confirma Ministério Público



 
 

O procurador analisou seis tipos de manobra do governo Dilma, ouviu integrantes da equipe econômica e analisou auditorias do TCU e documentos das operações. De acordo com ele, as manobras não se enquadram no conceito legal de operação de crédito ou empréstimo, portanto, não seria necessário pedir autorização ao Congresso. As informações são do jornal paulista Estadão.

quinta-feira, 14 de julho de 2016

GOVENO TEMER MINA DEMOCRACIA NO BRASIL, DIZ DEPUTADO AMERICANO

A ideologia da escola sem partido

 

paulo-freire-faixa-protesto1
Por Juremir Machado
Não consigo imaginar um professor em sala de aula dizendo: “Votem no partido tal”. Jamais ouvi falar de um caso assim. Na minha experiência como aluno de ensino fundamental e médio, jamais aconteceu. Muito menos nos cursos de graduação ou pós-graduação por onde passei: jornalismo, história, direito, antropologia e sociologia. Conheci professores de todos os credos e ideologias, mas nunca os vi fazerem pregação em sala de aula.
Jamais vi um professor pedir voto para um candidato em meio à exposição de conteúdo.
Serei um caso raro?

Candidato de Cunha é derrotado na eleição do presidente da Câmara



Foto:Rodrigues Pozzobon/Agência Brasil
 
 

 Com placar de 285 votos a 170, o deputado Rodrigo Maia (DEM-RJ) venceu o adversário Rogério Rosso (PSD-DF) em segundo turno da eleição para a presidência da Câmara dos Deputados no final da noite de quarta-feira (13). O mandato se estende até fevereiro de 2017.

quarta-feira, 13 de julho de 2016

Se voltar, Dilma tem ‘total poder’ para anular atos de Temer, diz juiz


 

“Ela pode, há princípios, direitos adquiridos, ela pode anular. Arriscado é o contrário, é o Temer revogar medidas dela”, destacou Bezerra, observando que o papel de Temer ainda tem caráter provisório.

O golpe ruralista e o preço do feijão

Por Alan Tygel, no site Opera Mundi:

Na última semana, fomos bombardeados pelas notícias sobre a alta no preço do feijão. O povo, chocado em ver o quilo passando de R$10, ouviu as mais diversas explicações dos analistas: geada e muita chuva no sul, falta de chuva em outras regiões, e até o boato de que uma pequena doação para Cuba feita em outubro de 2015 teria sido a causa da escassez. A solução mágica apresentada pelo ministro interino da agricultura, o Rei da Soja, foi zerar a taxa de importação para facilitar a entrada de feijão estrangeiro.

Paulo Freire, ‘fome e sede’


Por Roberto Malvezzi (Gogó), no site da Adital:

Nem no túmulo Paulo Freire deixará seus inimigos em paz. Eles o veem pela janela, pelas palavras, no vento, no sol, nos sonhos e pesadelos, inclusive o governo aí posto.

terça-feira, 12 de julho de 2016

Por que os reaças têm medo dos comunistas?


Por Cynara Menezes, no blog Socialista Morena:

É impressionante o pavor histórico que os capitalistas têm do comunismo. Basta mencionar a palavra “comunista” que alguns direitistas entram em pânico. Interessante que a recíproca não é verdadeira: comunistas e socialistas não têm nem nunca tiveram o menor medo dos capitalistas. Nossa reação diante do capitalismo sempre foi de desprezo e de luta, jamais de covardia.

Mais de 60% dos russos querem restituir a URSS



Bandeira e Brasão de Armas da URSS: mais de 60% das pessoas querem sua volta
Bandeira e Brasão de Armas da URSS: mais de 60% das pessoas querem sua volta

A mesma pergunta foi colocada no referendo de 17 de março de 1991 em que a maioria dos cidadãos também deu uma resposta positiva - Mais de 71% a favor em 12 das 15 repúblicas. No entanto, a vontade do povo não foi posta em prática e a União Soviética colapsou em seis meses.