segunda-feira, 27 de março de 2017

MONTEIRO E TABIRA: A ESPERANÇA DE GRANDES MOBILIZAÇÕES CONTRA AS REFORMAS DO GOLPISTA TEMER


Por Dedé Rodrigues

Reflexão da semana n. 97



Bom dia meus amigos e minhas amigas ouvintes do Programa Tabira em Tempo. Primeiramente fora Temer! O grande ato de inauguração popular da Transposição do Rio São Francisco no dia 19 de março de 2017, em Monteiro na Paraíba,  que deve ter reunido mais de 100 mil pessoas em Monteiro, segundo organizadores do evento, com as presenças de Lula\Dilma\Luciana Santos, entre outras autoridades do país,  pode ter sido a retomada das grandes manifestações populares vividas no passado pelos sertões à fora, conforme registra fontes históricas. Nesse ato Tabira não ficou de fora e fez também história naquele evento Paraibano. Em um momento no qual duas reformas: a trabalhista e a previdenciária podem levar o Brasil a uma escravidão moderna, esse ato, com as grande manifestações de ruas dos grandes centros urbanos, podem ser a luz que falta no fim do túnel para revertermos esse quadro.  Leia mais abaixo e veja 260 fotos exclusivas do nosso blog.

REFLEXÃO POLÍTICA DO DIA

A democracia precisa da pluralidade partidária


O intenso debate político que ocorre no Brasil tem o objetivo de definir as regras para o exercício do poder político no país.

Neste debate, a direita e os conservadores defendem uma reforma partidária e eleitoral excludente e restritiva para favorecer apenas aos interesses das classes dominantes. Defendem, por exemplo, a adoção de alguma forma de voto distrital, querem impor a cláusula de barreira e proibir coligações partidárias nas eleições para deputados.

Falam em “farra partidária” para justificar as restrições que pretendem impor e dificultar a organização política das diferentes correntes de opinião da sociedade, sobretudo aquelas ligadas ao povo e aos trabalhadores.

VÍDEO: Até Frota reconhece o fiasco na Paulista, diz que MBL é vendido e xinga Kim Kataguiri





MAIS
» Médico lista 5 feitos históricos dos governos Lula e Dilma pela saúde
» Aécio é delatado novamente e é o primeiro a ser comido pela Odebrecht
1230 visitas - Fonte: - Plantão Brasil

Governo reduz em 61% verba para combate à violência contra mulher



Foto: BETO BARATA/PR
 
 

Os recursos destinados à rubrica passaram de R$ 42,9 milhões em 2016 para R$ 16,7 milhões neste ano –R$ 3,6 milhões já foram usados. Os dados são do portal do orçamento da Comissão Mista de Orçamento do Congresso Nacional. 

Redução semelhante ocorreu com os recursos que deveriam ser destinados para políticas de autonomia das mulheres. De R$ 11,5 milhões em 2016, o valor passou para 5,3 milhões em 2017, uma redução de 54%. Do total autorizado para gastos neste ano, R$ 309,6 mil foram desembolsados.

sábado, 25 de março de 2017

O PCdoB e os grandes desafios do momento




 

 Fonte: PCdoB na Câmara

sexta-feira, 24 de março de 2017

Centrais sindicais sinalizam nova paralisação contra reformas de Temer



Força Sindical
 
 
“Rasgaram a carteira de trabalho e a CLT”, definiu José Carlos Gonçalves, o Juruna, secretário-geral da Força Sindical, sobre a aprovação do PL. “A Câmara autorizou formas de se burlar a CLT”, afirmou Wagner Gomes, secretário-geral da Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil (CTB).

Pedro Paulo Zahluth: A bolsa-rentista e o ataque ao BNDES



 
 
Economistas vinculados a bancos, secundados por consultores e até acadêmicos que repetem os mesmos argumentos, criticam o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) e outras instituições públicas há tempos.

quinta-feira, 23 de março de 2017

STF suspende programa inspirado no Escola sem Partido em Alagoas



 
 

“É tão vaga e genérica que pode se prestar à finalidade inversa: a imposição ideológica e a perseguição dos que dela divergem. Portanto, a lei impugnada limita direitos e valores protegidos constitucionalmente sem necessariamente promover outros direitos de igual hierarquia”, argumentou Barroso.

Terceirização total atende apenas a interesses empresariais



Alysson de Sá Alves
Parlamentares da oposição levam pato símbolo da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo: “Não vamos pagar o pato da Fiesp”
Parlamentares da oposição levam pato símbolo da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo: “Não vamos pagar o pato da Fiesp”


Ficou a cargo do presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, acelerar a votação do PL 4302, deixando em segundo plano o PL 6787, da reforma trabalhista de Temer. Iniciativa que estabelece que a negociação coletiva terá mais valor do que os direitos estabelecidos em lei. Maia prometeu votar em abril a trabalhista.

quarta-feira, 22 de março de 2017

Ao vivo: Ato na Câmara dos Deputados comemora os 95 anos do PCdoB




  


    "Recuo de Temer" é para dividir luta contra reforma da Previdência



    Foto: José Cruz/Agência Brasil
     
     
    O ex-ministro da Previdência Social no governo da presidenta Dilma Rousseff, Carlos Gabas, alertou nas redes sociais sobre o anúncio de Temer: “esta ‘retirada’ de servidores estaduais da reforma é uma mentira e uma armadilha para desunir a classe trabalhadora e os servidores públicos federais, estaduais e municipais”.

    Oposição promete obstruir votação da terceirização



    Foto: Richard Silva/PCdoB na Câmara
    Alice Portugal ao centro. 
    Alice Portugal ao centro. 

    Para a líder do PCdoB na Câmara, deputada Alice Portugal (BA), Rodrigo Maia agiu como líder do governo Temer ao empurrar goela abaixo dos parlamentares esta pauta.

    Em três anos, Lava Jato deixa rastro de mais de 740 mil demissões



     
     

    Em números absolutos, entre as principais empresas envolvidas na Lava Jato, a que mais dispensou funcionários foi a Andrade Gutierrez. A companhia, que tinha 252,9 mil empregados em 2013, demitiu 144,9 mil. Proporcionalmente, a Engevix foi a que teve o quadro de trabalhadores mais afetado nesses três anos. Se antes tinha 3,4 mil, agora restaram 469. 

    segunda-feira, 20 de março de 2017

    Com entraves na reforma da Previdência, governo acelera trabalhista



    Richard Silva / Ascom PCdoB na Câmara
    O deputado Assis Melo (PCdoB-RS) integra a Comissão da Reforma Trabalhista
    O deputado Assis Melo (PCdoB-RS) integra a Comissão da Reforma Trabalhista

    O objetivo é ganhar tempo para alinhar a votação da Previdência, enquanto sinaliza ao mercado rentista que a reforma trabalhista vai sair. 

    "Já fizemos a programação com a trabalhista na frente na primeira quinzena de abril", afirmou Rodrigo Maia.

    Lula e Dilma destacam importância da transposição do rio São Francisco



    Vista aérea de Monteiro-PB, durante ato popular com Lula e Dilma
    Vista aérea de Monteiro-PB, durante ato popular com Lula e Dilma

    Diante da praça lotada pela população de Monteiro, interior da Paraíba, e de cidades vizinhas, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e a presidenta deposta, Dilma Rousseff, comandaram a festa da inauguração popular da transposição do rio São Francisco na tarde deste domingo (19). Participaram ainda governadores, senadores e outros políticos.

    domingo, 19 de março de 2017

    Inserções do PCdoB no rádio e TV debatem o futuro do Brasil



    Inserções do PCdoB terão início nesta quinta-feira (16)Inserções do PCdoB terão início nesta quinta-feira (16)
    A apreensão dos comunistas com o futuro do Brasil e do povo brasileiro é o tema central da campanha de televisão e rádio do PCdoB.

    “O Partido com a cara e a coragem do Brasil” continua sendo o slogan do PCdoB, que traz como novidade este ano o cenário da cidade de São Luís, no Maranhão, Patrimônio Histórico da Humanidade, e destaca a riquíssima cultura popular brasileira, com suas cores, sotaques e costumes diversos. Ao mesmo tempo, a propaganda denuncia os retrocessos impostos pelo sistema capitalista representado pelo governo ilegítimo de Michel Temer, e aponta como o melhor caminho para o Brasil um projeto nacional de desenvolvimento e uma perspectiva de futuro socialista.

    Vanessa Grazziotin: Governo perde o timing da reforma da Previdência



    Foto: Marcos Oliveira/Agência Senado
    Vanessa Grazziotin
    Vanessa Grazziotin

    As contradições entre líderes da base do governo e do próprio PMDB mostram não só a instabilidade crescente entre os próprios apoiadores de Michel Temer (PMDB) como, nesse contexto, a dificuldade do governo de aprovar a reforma da Previdência. Ao clima pesado somam-se a ampliação das manifestações e as eleições no ano que vem, que começam a se tornar o fator mais importante no cálculo político de deputados e senadores.

    “Hoje a instabilidade que o governo vive em relação à sua base de apoio no Congresso é total”, disse a senadora Vanessa Grazziotin (PCdoB-AM), à RBA.

    sexta-feira, 17 de março de 2017

    REFLEXÃO POLÍTICA DO DIA

    As ruas e o Parlamento

    Luciano Siqueira *

    Cerca de um milhão de pessoas protestaram ontem em quase todas as capitais e muitas cidades do país contra a reforma previdenciária proposta pelo governo Temer.


    O relator da matéria na Câmara, deputado Arthur Maia (PPS-BA), declarou que as manifestações em nada alterarão o seu relatório.

    Será?

    Pedro Rossi: Neoliberalismo e democracia são incompatíveis



     
     

    Na avaliação de Rossi, os futuros governos à direita ou à esquerda irão compartilhar “aspectos em comum”, como “o resgate do nacionalismo, da atuação direta do Estado no combate ao desemprego e na retomada do crescimento e o questionamento do papel do setor financeiro. As divergências, porém, são importantes: do lado direito há o resgate do Estado garantidor dos bons costumes e de uma agenda cultural conservadora; do lado esquerdo, há o Estado garantidor dos direitos sociais e redutor das desigualdades”.

    Centrais repudiam PL 4302 que terceiriza tudo e contestam votação



     
     
    As centrais tentarão novo diálogo com o presidente da Câmara, Rodrigo Maia, antes da possível votação na terça para impedir que aconteça. O referido PL tramita desde o governo de Fernando Henrique Cardoso e basta uma votação no plenário para ir à sanção presidencial.

    quinta-feira, 16 de março de 2017

    Atos reúnem mais de 1 milhão contra reformas; SP põe 300 mil na rua



     
     

    Do Museu de Arte de São Paulo (Masp), onde se concentram os manifestantes, não era possível ver onde terminava a ocupação da via. A todo momento os presentes iniciavam coros de “Fora Temer”, reivindicando a rejeição total da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 287, que define a reforma.

    quarta-feira, 15 de março de 2017

    Mais de 440 mil tomam as ruas do país contra o desmonte da Previdência


    Trabalhadores tomam a Paulista contra reformas de Temer
    Trabalhadores tomam a Paulista contra reformas de Temer

    Lula, Dilma e Ciro vão reinaugurar obra do São Francisco neste domingo



    Reprodução
    Ciro, Lula e Dilma durante vistoria do início das obras da transposicão do São Francisco
    Ciro, Lula e Dilma durante vistoria do início das obras da transposição do São Francisco

    Na última sexta-feira (10), Michel Temer inaugurou a obra sob os gritos de populares agradecendo os governo de Lula e Dilma e pedido de "Fora, Temer". 

    Constrangido, Temer tentou minimizar dizendo que ninguém poderia requerer o papel de “pai” da transposição. “Eu não quero a paternidade desta obra. Ninguém pode tê-la. A paternidade é do povo brasileiro e do povo nordestino. Vocês é que pagaram impostos ao longo do tempo, vocês é que permitiram que pudéssemos fazer grandes investimentos nessa obra, que cada vez mais está sendo festejada”, afirmou.

    Defesa do Prefeito Sebastião Dias afirma que ele vai governar os quatro anos


    sebastiao dias sorrindoDiante do parecer ministerial que opina pela cassação dos diplomas do prefeito Sebastião Dias e do vice-prefeito Zé Amaral, a defesa do gestor municipal foi convidada a falar sobre o caso no Programa Show da Tarde, da Rádio Cultura FM.

    terça-feira, 14 de março de 2017

    Protestos do dia 15 contra reforma da Previdência ganham força



    Fetag-RS
    Ato contra reforma da Previdência em Santa Rosa (RS) reuniu no final de fevereiro milhares de trabalhadores 
    Ato contra reforma da Previdência em Santa Rosa (RS) reuniu no final de fevereiro milhares de trabalhadores 
    Os atos são iniciativa conjunta das centrais de trabalhadores e das frentes Brasil Popular e Povo Sem Medo. Estão programados para acontecer em todas as capitais brasileiras e em diversas outras cidades.

    O coordenador do Movimento dos Trabalhadores Sem Teto (MTST), Guilherme Boulos, afirmou, em entrevista ao Portal Vermelho, que o MTST deve comparecer ao ato da Avenida Paulista, em São Paulo, nesta quarta com cerca de 25 mil militantes. 

    domingo, 12 de março de 2017

    O FRACASSO DO GOVERNO GOLPISTA NA ECONOMIA E O PRENÚNCIO DA VOLTA DA ESCRAVIDÃO NO BRASIL

    Reflexão da semana n. 95



    Por Dedé Rodrigues


    Resultado de imagem para escravidão moderna
    Bom dia meus amigos e minhas amigas ouvintes do Programa Tabira em Tempo. Primeiramente, fora Temer! O projeto ultra neoliberal de Temer, “a ponte para o futuro” que na verdade é para o passado, continua desmontando o Estado Nacional, lascando com os trabalhadores e, mesmo o governo, reforçado pela mídia golpista dizendo o contrário, na economia o Brasil  só tem piorado. A solução do governo Temer com as suas reformas pode nos levar aos tempos da escravidão, no mínimo a uma escravidão moderna no Brasil.

    Os três ataques da reforma da Previdência


    A vitória do MTST na Avenida Paulista


    sábado, 11 de março de 2017

    Trabalhadores de 19 estados ocuparão as ruas contra as reformas neste 15/03; confira a agenda!


    FERRAMENTAS
    TIPOGRAFIA
    Dezenove estados confirmaram atos, greves e paralisações neste 15 de março contra o desmonte da Previdência Social, os ataques à Consolidação das Leis de Trabalho (CLT) e a terceirização/precarização.

    REFLEXÃO POLÍTICA DO DIA

    No dia 15, vamos às ruas para defender o direito à aposentadoria


    O governo ilegítimo de Michel Temer quer aprovar a toque de caixa sua medonha reforma da Previdência, a PEC 287, ainda neste primeiro semestre. 

    A proposta é uma das iniciativas mais reveladoras do caráter antipopular deste governo ilegítimo - ela praticamente elimina os direitos dos trabalhadores ao atendimento previdenciário e torna quase impossível a aposentadoria. 

    quinta-feira, 9 de março de 2017

    SECRETÁRIO DE JUVENTUDE E MEIO AMBIENTE PARTICIPA DE REUNIÃO SOBRE O CAR EM AFOGADOS DA INGAZEIRA

    O  Secretário de Juventude e do Meio Ambiente de Tabira,  Professor Dedé Rodrigues participou no dia 08 de março de 2017, de uma reunião muito importante no Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Afogados da Ingazeira com os municípios do Pajeú organizada pelo pessoal da SEMAS – PE,  Secretaria de Meio Ambiente do Estado, sob a coordenação de Josemário Lucena, Minucio Monteiro e Leila Bandeira para saber as informações sobre o conteúdo do Decreto Presidencial n. 7830\12, que regulamenta o CAR (Cadastro Ambiental Rural). O CAR para o agricultor e proprietário é como o CPF para todo cidadão, sem ele, não haverá cidadania, o dono do imóvel perderá créditos,  benefícios,  políticas públicas etc.  Veja as fotos e mais informações abaixo.