quinta-feira, 7 de abril de 2016

Frei é preso em Brasília por jogar panfletos da FIESP no lixo


Frei SérgioA onda fascista se agrava. Outro dia uma mulher atacou um Arcebispo dentro da Igreja, em São Paulo, chamando-o de comunista. Diga-se, que o referido arcebispo é ligado a ala conservadora da Igreja Católica. Hoje, dia 06/04, o Frei Sérgio Göergen, conhecida liderança do MPA -Movimento dos Pequenos Agricultores – tomou uma posição ideológica ao receber um panfleto da FIESP das mãos de um “pato”: amassou e jogou o tal panfleto no lixo, já que discorda do Golpe contra a democracia em andamento no país e financiado em parte justamente pela FIESP, que entre outras coisas, paga pessoas pra se fantasiarem de patos e distribuírem material ofensivo a Presidenta Dilma e a Classe Trabalhadora. Pois o tal “pato” resolveu ir para as vias de fato com o Frei Sérgio. A Polícia Militar do DF resolveu então levar preso o Frei Sérgio. Enquanto isto o “pato” pode continuar solto, distribuindo material ofensivo a Presidenta Dilma. 


A PM, que deveria proteger todos os cidadãos, resolveu prender o padre e liberar o “pato”. Esta onda golpista no Brasil liberou ondas de loucura e ódio jamais vistos. Gente batendo em Bispos Católicos, Polícia prendendo padres e gente pacífica e deixando os fascistas agirem com sua usual violência. Some-se a isto a postura pública de muita gente agredindo pessoas verbalmente tanto em redes sociais como presencialmente, chegando ao ridículo da estranha “possessão” da Advogada Janaina Pascoal, propositora do processo de impedimento da Dilma. E pra concluir, Deputados corruptos e a grande mídia querendo fazer valer um processo produzido por esta estranha figura. Os Brasileiros precisam voltar a razão urgentemente, sob pena de perdermos a democracia conquistada a duras penas.
Vai a nota de Repúdio a Prisão do Frei Sérgio emitida pela CNM – Confederação Nacional dos Metalúrgicos

Nota de Repúdio à detenção do companheiro Frei Sérgio, do MPA

Presidente da CNM/CUT condena detenção do líder rural feita pela polícia de Brasília a mando da Fiesp.

A Confederação Nacional dos Metalúrgicos da CUT (CNM/CUT) repudia com veemência mais uma arbitrariedade policial contra os movimentos populares, a mando da elite que só quer disseminar o ódio e transformar o Brasil em quintal dos detentores da riqueza mundial.
Na manhã desta quarta-feira (6), o companheiro Frei Sérgio Gorgen, do Movimento dos Pequenos Agricultores (MPA) foi preso em Brasília, simplesmente por ter jogado no lixo panfletos da Federação das Indústrias de São Paulo (Fiesp) pró-impeachment da presidenta Dilma Rousseff.
Quatro viaturas policiais foram acionadas para deter Frei Sérgio, que foi conduzido ao 5º DP da capital federal. O MPA, que havia registrado o episódio em vídeo, acionou advogados e, duas horas depois, o companheiro foi liberado.
A ação contra o militante do MPA demonstra, mais uma vez, que as forças policiais agem apenas a favor de entidades do grau da Fiesp, perniciosas à democracia, que atentam contra os direitos dos trabalhadores e querem calar a voz dos movimentos sociais.
A CNM/CUT se solidariza a Frei Sérgio e ao Movimento dos Pequenos Agricultores e conclama as entidades sindicais, do movimento social, estudantes, universidades, juristas e todos (as) brasileiros (as) comprometidos com a defesa do Estado de Direito a continuarem sua jornada pela democracia, denunciando ações espúrias como esta.
A Fiesp e a sua campanha infame contra o país e seu povo – para a qual estão gastando milhões e milhões de reais – não pode passar por cima de todos e todas para impor os seus interesses escusos.
A classe trabalhadora, os movimentos sociais e o povo brasileiro não vão pagar o pato e vão lutar até as últimas consequências para assegurar a democracia e a dignidade de toda a população. Golpistas não passarão!
Viva Frei Sérgio! Viva o MPA! Viva a Classe trabalhadora! Viva o Povo Brasileiro!
São Bernardo do Campo (SP), 6 de abril de 2016.
Paulo Cayres – presidente da CNM/CUT

0 comentários :

Postar um comentário