terça-feira, 10 de maio de 2016

Contra o golpe, manifestantes promovem paralisações em todo o país



 
 

No Rio, usando faixas em que se lia “não vai ter golpe” os manifestantes bloquearam a rodovia Rio-Santos, na altura de Itaguaí. Mais cedo, a via Dutra, que liga o Rio a São Paulo, também chegou a ser interditada, mas foi liberada, de acordo com informações do Centro de Operações da prefeitura carioca.

Também no Rio de Janeiro, funcionários paralisaram a Eletrobrás, contra a terceirização e o perigo que o golpe representa pra classe trabalhadora.

Em São Paulo, os manifestantes interditaram logo cedo duas das principais vias expressa da região metropolitana. 

Um outro grupo com faixas "contra o golpe” e "Globo Golpista" interdita neste momento a rua Evandro Carlos de Andrade, no sentido centro, em frente à sede paulista da Rede Globo. 

Em Brasília, foram bloqueadas com pneus queimados as rodovias BR-070 (Brasília-Mato Grosso), na altura do km 18, perto de Águas Lindas, e a BR-020 (Brasília-Salvador), na altura do km 17. Ambos os protestos foram encabeçados pelo Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST). Eles reivindicam também a reforma agrária, além da suspensão do processo de impeachment de Dilma.

De acordo com a Polícia Rodoviária Federal (PRF), manifestantes bloquearam também a BR-101, na altura do km 83, em Pernambuco. No Amazonas, foi interditada a BR-174, na altura da cidade de Presidente Figueiredo. Na Paraíba, foi fechada BR-230, em Bayeux, enquanto que na Bahia os manifestantes da CUT interditaram a BR-324, em Feira de Santana.

Os manifestantes contrários ao afastamento da presidenta Dilma fecharam também a BR-262, em Viana, no Espírito Santo. No Rio Grande do Sul, o acesso a Porto Alegre ficou interditado devido a um protesto na BR-290.

Em Minas Gerais, A BR 135, na cidade de Buenópolis (norte de MG) foi bloqueada durante a manhã desta terça-feira (9). Em outra região do estado, agricultoras e agricultores familiares dizem "não vai ter golpe" e chamam o campo e a cidade para a luta e fecharam a BR 262, no trevo entre as cidades de Realeza e Manhuaçu (MG).

No Rio Grande do Norte, UNE, DCE e coletivos de movimento estudantil da UFRN realizaram trancaço nesta manhã na universidade em mobilização contra o Golpe. 

As entradas de acesso ao campus central foram bloqueadas durante parte da manhã para fazer denúncia sobre o golpe em curso e também para dizer que os e as estudantes são contra qualquer retrocesso para a população brasileira e para a educação do país.

Em seguida, os estudantes seguiram em caminhada pela universidade, dialogando com demais estudantes, com a classe trabalhadora, docentes, funcionários e funcionárias da UFRN e mobilizando para o ato em defesa da democracia que ocorrerá nesta terça-feira (9), a partir das 16 horas, com concentração no Midway.

Acompanhe o dia nacional de luta pelo Facebook da Frente.

Veja as imagens e vídeos: 


Em Campinas, a rodovia Zeferino Vaz ficou fechada entre 06h e 06h40 nesta manhã
 

 
Minas Gerais, a cidade de Buenópolis (norte de MG) foi bloqueada


Minas Gerais, BR 262, no trevo entre as cidades de Realeza e Manhuaçu

Ceará- Servidores públicos fecham a Avenida Pontes Vieira, no cruzamento com a Avenida Desembargador Moreira, próximo a Assembleia Legislativa do Ceará.


Curitiba-PR 
amanheceu com balões homenageando a presidenta Dilma.





São Paulo, manifestantes queimam pneus e levantam cartazes contra o golpe.







Em São Paulo, a Polícia Militar reprime manifestantes e comunidade que participaram da paralisação do dia nacional de luta contra o golpe.

Na Rodovia Rio—Santos que interliga os municípios do Rio de Janeiro a Santos, no litoral paulista.






Funcionários paralisaram a Eletrobrás

Interdição da BR 316 em Teresina-PI. Atividade da paralisação geral contra o golpe e em defesa da democracia.





Campina Grande, João Pessoa também diz NÃO ao golpe neste Dia Nacional de Paralisações em defesa da democracia.






Bahia acordou em chamas, em protestos contra o golpe, por mais direitos e pela democracia, as Frentes Brasil Popular e Frente Povo sem Medo, que abarcam as centrais sindicais, movimentos sociais, entidades e mais, interditaram diversas estradas e rodovias de todo o estado.





Trancamento da BR 040 em Congonhas-Minas, região mineradora, na madrugada desta terça (10).


Manifestantes bloqueiam cruzamento no Espírito Santo

Nesta manhã em Pelotas a RS BR 392 parou





Rio de Janeiro - BR 101, paralisações em todo o Brasil dizem NÃO ao Golpe!




Com informações da Agência Brasil e imagens da Frente Brasil Popular, Jornalistas Livres e Mídia Ninja

*Matéria alterada às 13h para acréscimo de informações
 

    0 comentários :

    Postar um comentário